Facebook YouTube
Home / Notícias

Notícias

Aprovado requerimento que pede informações ao Executivo sobre o uso dos 500 mil devolvidos pela Câmara, que seriam destinados a Santa Casa

Compartilhe
Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter Compartilhe no LinkedIn

Após completado um mês da assinatura do Presidente da Câmara, Ivair Souza-Vavá(MDB) ao Ofício nº 346/2020 expedido no dia 25 de março, que trata sobre a devolução antecipada do duodécimo à Prefeitura, os vereadores questionaram durante Sessão Ordinária, o destino desse recurso no valor de 500 mil reais, que deveria ter sido transferido para a Santa Casa do Rio Grande e até hoje não chegou na Instituição. 

 

Entenda o caso

Cinco dias após oficializar a devolução, a Câmara realizou a transferência para o Executivo, com intenção de que o valor chegasse o quanto antes ao hospital que motivou a antecipação desse recurso. Inclusive, o Presidente do Legislativo esteve em visita a Santa Casa, onde conversou com o administrador Luciano Lopes, sobre a situação da pandemia, a importância da estruturação do hospital nesse momento delicado e ainda, sobre a transferência dos 500 mil reais por parte da Câmara. Com o comprovante da transação bancária em mãos, Ivair Souza- Vavá, afirmou que em breve o recurso chegaria para auxiliá-los. Acontece que até os dias de hoje, o Executivo não repassou o valor que recebeu para o hospital e também não prestou contas do destino desse dinheiro.

 

Frente a essa situação, na Sessão Ordinária da última segunda-feira(27) o Vereador Julio César(MDB), através do Requerimento 608/2020 pede que o Executivo informe, com base na Lei Orgânica Municipal, se os 500 mil reais repassados pela Câmara Municipal foram devidamente destinados à Santa Casa do Rio Grande. A proposição foi aprovada com um total de 18 votos favoráveis e os vereadores aguardam o esclarecimento.

 

 

Assessoria de Imprensa