Camara do Rio Grande
Camara Rio Grande
Camara Rio Grande
TV Câmara - Assista ao vivo
Portal da Transparência
  Onde você está > Home > Sala de Imprensa > Notícias da Câmara

   Notícias da Câmara

Voltar


09 de Junho de 2017

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTIU PROJETO DA TERMELÉTRICA DO GRUPO BOLOGNESI

+A-A


Na tarde desta sexta-feira, 9, foi realizada no plenarinho da Câmara Municipal uma audiência pública que discutiu os aspectos do empreendimento da implantação de uma usina termelétrica de gás do grupo Bolognesi Energia S.A.

A proposição foi do vereador Jair Rizzo que defendeu a implantação do projeto em função de que trará geração de emprego e renda, bem como o desenvolvimento da região e do Estado.

Representando a Universidade Federal do Rio Grande, o vice-reitor, Danilo Giroldo, o qual também trabalha no Arranjo Produtivo Local (APL) ressaltou que a empresa Bolognesi sempre se aproximou dos entes relacionados ao projeto. “A empresa demonstrou interesse em concretizar o empreendimento e nós consideramos sua implantação de suma importância para o município”, destacou Giroldo.

Já o representante da Sulgás, Vancler Pinto, disse que o papel da Sulgás é a implantação de um gasoduto do píer até a usina. “A partir de nossa rede poderemos distribuir o gás para as indústrias e postos de combustíveis”, informou Pinto.

O representante da Sulgás mencionou que se trata de uma nova fonte de energia que poderá viabilizar a vinda de novas empresas que utilizem o gás como energia. “A Sulgás reafirma o compromisso e o grande interesse neste projeto”, enfatizou Pinto.

O vereador Charles Saraiva (PMDB) mencionou que o grupo Bolognesi garantiu que a mão de obra local terá preferência quando das contratações.

Logo após, houve manifestações por parte de representantes do Porto do Rio Grande (SUPRG), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Centro de Indústrias do Rio Grande (CIRG), Sindipetro, do secretário Chefe da Casa Civil do Governo do Estado e do deputado estadual Adilson Troca.

Como resultado da audiência pública, o vereador Jair Rizzo informou que a Bolognesi precisa cumprir um cronograma estabelecido pela ANEEL. “A empresa está buscando um parceiro (Prumo Logística) para estruturação financeira e a celebração de contratos de fornecimento de gás no exterior”, explicou Rizzo. Ele ainda mencionou que em uma ação promovida pelo Ministério Público Estadual do Rio Grande, a Bolognesi está sendo exigida a cumprir a determinação de aplicar 5% do valor do investimento como contrapartida de impacto ambiental, no município do Rio Grande.

No final, o representante da Sulgás, Vancler Pinto, disse que o projeto na Sulgás está tudo certo, mas que há ainda de ser superada a questão ambiental do píer e do gasoduto que levará o gás da área portuária para a indústria.

09.06.17





WD House

Câmara Municipal do Rio Grande - Rua General Vitorino, 441 - Centro - CEP: 96200-310 -Telefone: (53) 3233 8500